23 de fevereiro de 2010

Poesia coreográfica

Move-se com a graça de uma criança
Realizando acrobacias mortais
Em meio a coreografias triunfais
E ela logo vai, realizando a sua dança

Move-se realizando passos perfeitos
Reflexo de grandes treinamentos feitos
E assim vai fazendo a poesia no ar
Sem palavras, apenas com o olhar

Amigos leitores, gostaria de avisar que estou me mudando amanhã e devido a isso poderei ficar sem conexão. Tentem se aventurar por textos antigos caso eu me ausente e não deixem de visitar. Sua visita é muito importante.

2 comentários:

Norberto disse...

Linda poesia, fiquei imaginando a cena... Ótima!!

__
http://espetaculoaberto.wordpress.com
http://zeropalavras.blogspot.com/

Renan e Celinha disse...

Imaginei aquelas dançarinas trapezistas de circo.rsrs


Calvin Watterson www.finalzindefesta.blogspot.com

Postar um comentário