17 de janeiro de 2011

A montanha russa dela

ㅤㅤㅤTum. Tum. Tum. Tum.
ㅤㅤㅤO coração batia forte, em ritmos que variavam de acordo com a conversa ou com as ilusões da garota. Esta, com seus 16 anos já beirando na porta, parecia sentir uma fixação fora do normal por ele, o garoto que mexera consigo quando a mesma ainda era uma simples criança.
Tum. Tum, Tum. Tum. Tum. Tum.
ㅤㅤㅤSomente um simples sorriso era capaz de fazer com que os batimentos fossem de um ritmo rápido, para o extremo. E depois uma respirada mais longa fazia com que houvesse uma diminuição do ritmo para uma calmaria ainda assim não muito calma. Ele a ofereceu Mate, e quando o líquido desceu por sua garganta, acabou por se acalmar mais.
ㅤㅤㅤTum. Tum. Tum.
ㅤㅤㅤParecia uma montanha russa com subidas e descidas bruscas, sem muita regularidade. Os simples gestos do garoto eram capazes de mudar de rumo. Ora o carrinho subia, ora ficava em linha reta, ora subia, e ora dava lupins que fizessem com que o coração beirasse ao ataque.
ㅤㅤㅤTum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum.
ㅤㅤㅤE a garota ainda tinha a coragem de mentir para si mesma que se tratava apenas de amizade. Felizmente, o seu tão famoso músculo do peito desmentia tal fato. Mais tarde acabaria por admitir para si mesma, e para ele, que não se tratava de uma irregularidade presencial, mas sim daquele mesmo sentimento denominado amor.
ㅤㅤㅤNão é preciso dizer que na hora da revelação as batidas ultrapassaram o recorde...
ㅤㅤㅤTum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum. Tum.

1 comentários:

isa m. ~ kah disse...

HAUISHIOSH amei *-* super significativo. Achei legal a comparação com a montanha russa ficou bem adequado! Ótimo como sempre, Bella
Beijo!

Postar um comentário