1 de fevereiro de 2010

Amor de verão

O rapaz sentava-se na beirada do arpoador enquanto deixava que as lembranças fluíssem por sua mente como a gotas caindo em uma chuva. Sabia que estas poderiam lhe trazer saudade e desejo de repetição, mas ainda assim deixava-se lembrar, porque as lembranças eram valiosas demais para serem esquecidas.

Aconteceu num desses verões que pensamos que não haveria nada de especial. Uma viagem até os avôs, sem muito compromisso e desejo, apenas obrigação. Mas apesar do desgosto, o garoto se surpreendeu ao notar o seu gosto. À medida que a viagem foi indo, um romance aos poucos foi fluindo até não poder mais.

Ela pertencia a uma família não muito rica, mas também não muito pobre. Renda na medida certa se pode dizer. Mas o dinheiro nada valia para o rapaz e sim a graça da menina que lhe trazia um desejo ardente no peito.

Viu-a pela primeira vez em um desses forrós e pela última vez na hora da triste partida. Mas durante o período de sete dias, uma vida de amor lhe parecia até mesmo possível, de tão doce que eram os dias.

Mas por fim acabou. E ficou somente a saudade causada por todo aquele amor.

10 comentários:

Angela disse...

Amores de verão são assim, duram pouco, mas são inesquecíveis!

Jonas Alves disse...

Fazia algum tempo que não vinha no seu blog,mais estou voltando hein ja esta no meu favoritos

aiai amor de verão e terrivel,e vc quer ficar por lá e não pode,e ai ama mais não ama,e uma coisa muito confusa,quem não teve um amor de verão vai ter fato!

http://contemporaneoeindiscreto.blogspot.com/

Racheel disse...

aiai já passei por isso . e a senhora continua escrevendo mal né ? UHIUDHIUHSDIUHDSUHUISHU

Allan Thalles disse...

Otimo texto, a escrita esta simplesmente perfeita...o mundo criado em sua imaginação é totalmete expressado em suas palavras. Parabéns, se puder visite meu blog, nele posto meus poemas...espero que você goste! http://poemasdomeumicro.blogspot.com/

leonel disse...

Ah, esses amores de verões! Ficam para sempre retidos nos nossos pensamentos como deliciosas lembranças de que recorrem os corações...

Obrigado pela visita...

Abraço

CINECLUBE01 disse...

Gostei bom texto
Todos nós ja passamos por esse amor de verão e ele praticamente sempre acaba terminando desse jeito

Marcos Baines disse...

LEGALLLLLLL :)

Henrih Kurty disse...

hot mess

Rafael Florêncio disse...

A saudade é boa mostra que aconteceu e que aquilo foi importante

MR disse...

é... tem coisas dificeis de esquecer!

Postar um comentário