24 de abril de 2012

Passa


Um dia desses vi um amigo indo
Foi embora, assim, ágil
Como se tudo fosse fácil

E aí pensei
As pessoas passam

Passam tanto que tantas nem vi passar
Passaram e assim sumiram
No horizonte do incerto mar

A vida vai , deixa para trás uns tantos
Enquanto outros só param
Nem dá pra contar quantos

As pessoas passam
Como dói pensar

Passam tanto que nem vemos passar
Nessa velocidade rápida
Relativa, incerta

Que passa
E nem vemos
Passar

1 comentários:

Renata Marcon disse...

Eu nunca vou passar. Posso estar longe e muitas vezes ausente, mas sempre estarei "aí" u_u

Postar um comentário