2 de fevereiro de 2010

Prazer de terror

Prazer eterno
Gerado pelo inferno
De sua solidão

Ah, pode não entender
Mas é minha maldade
Que gera a sua infelicidade

O por que disso?
Apenas passatempo
De um imortal cheio de tempo

Vingança, talvez
De minha vida passada
Que nunca foi completada

O por que de você?
Ora, não questione
Pois não vai entender

Nada de especial
O motivo é o puro mal
Que ronda dentro de mim

Agora, feche os olhos
E morra agora
Porque é apenas isso que me faz ir embora

3 comentários:

Victória Andressa disse...

Muito bonito o poema, apesar de eu te achado meio melancolico e malvado. Mas você está de parabéns, você tem jeito com as palavras. Talento puro!


http://tacadesabedoria.blogspot.com/

Rachel disse...

credo , mortifera . UHIUDSHUIHIHSUH zoua s2

Bella Fowl disse...

Agradeço muitíssimo Victória

Rachel, era essa a intenção :D

Postar um comentário